Lesão parcial do LCA. Parte II - Classificação e história natural.

PDF Imprimir E-mail

ABDALLA, R. J. ; COHEN, M. ; GORIOS, C. . Lesão parcial do LCA. Parte II - Classificação e história natural.. Revista Brasileira de Ortopedia , v. 30, p. 547-554, 1995.

Resumo

Os autores apresentam estudo realizado em 23 pacientes, portadores de lesão parcial do ligamento cruzado anterior, diagnosticados a partir de critérios anatômico e artroscópico. São analisados 18 pacientes (78,2%) do sexo masculino e cinco (21,7%) do feminino, com idade média de 25,3 anos e seguimento de 30 a 83 meses (média 55,8).

A integridade ou rotura da membrana sinovial que envolve o ligamento classificou as lesões em bainha fechada ou aberta. As roturas do tipo bainha fechada mostraram resultados classificados como normal e subnormal em 90,91% e anormal e muito anormal em 9,09% durante o seguimento. As lesões tipo bainha aberta apresentaram evolução normal e subnormal em 33,33% e anormal e muito anormal em 66,67%.

Concluem que as lesões parciais do ligamento cruzado anterior, que mantêm a integridade da membrana sinovial, mostraram melhor prognóstico.

 

< voltar